Partiste sem um adeus
À família e amigos teus
Um caminho que percorreste
Já não voltas para trás
No Céu com Deus estás
Foi para isso que morreste

Cá ficámos a chorar
E ao mesmo tempo a pensar
Foi Deus que te chamou
Neste mundo foi a passagem
De que deixaste a linda imagem
Como Cristo que nos amou

Brincaste quando criança
Mas já com aquela esperança
De seres um dia um senhor
Conseguiste o que pensavas
Mas quando a Deus rezavas
Lhe oferecias o teu amor

Quando andaste na escola
Aprendeste a dar esmola
Para ajudar a Freguesia
E havia a promessa feita
O que davas com a mão direita
A mão esquerda não sabia

Foste símbolo dum grande amigo
Esquecer-te jamais consigo
Porque vivemos lado a lado
Só te conseguirei esquecer
Quando como tu morrer
E também por Deus for chamado

O dom que Deus te deu
Como Ele também sofreu
Que por nós morreu na cruz
Sempre em ti muita chalaça
Todas elas com muita graça
Mas lá dentro... ai, Jesus

Ao fim duma vida inteira
Que levaste sem canseira
Porque a vida tem um visto
Naquela manhã tão triste
Foi quando para o céu partiste
Para dar contas a Cristo

Não importa velho ou novo
Neste mundo todo o povo
Que um dia há-de partir
Não vale a pena chorar
Vamos por ele rezar
Para a sua alma com Deus sorrir.

Acácio F. Baptista


29792767_1768087753230593_4511477263111290880_n.jpg

Agenda de eventos

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

Descubra mais na edição em papel do mês de Abril:

- Terrenos estão a ser limpos

- Serões literários ou a literatura

- Semana de leitura na Casa-Museu

- "As aventuras de Leo e a Pura Energia"

- "Uma história da Imprensa de Leiria

- Interclubes a caminho da final

- Grota atrai turistas

 

E muito mais! Assine o Jornal das Cortes e receba todos os meses, em primeira mão, o melhor da freguesia.

mobilWEB.jpg