Depois de muitos anos de ideias e tentativas, está cada vez mais próximo o dia em que a Filarmónica das Cortes começa a construir as novas instalações.

Depois de muitas hipóteses estudadas e propostas, o Município de Leiria deu finalmente luz verde a uma: a utilização de parte do edifício da antiga adega cooperativa das Cortes, por cinquenta anos, para que a Sociedade Artística e Musical Cortesense possa criar uma nova sede.

Uma cedência de espaço que o Presidente da Câmara Municipal de Leiria, Raul Castro, diz ser “pacífica” uma vez que a necessidade da Sociedade ter um novo espaço “era uma das preocupações que a CML sempre teve”. 

O esboço da ideia foi apresentado no almoço de comemoração dos 137 anos da Filarmónica, na Quinta de St. António do Freixo, a 22 de Novembro, dia de Santa Cecília, a padroeira dos músicos e da música sacra. Foi com duas salvas de palmas que a equipa, os músicos, os familiares e os simpatizantes concordaram com a iniciativa, dando força a este projecto. Segue-se agora o difícil trabalho de projecção e construção.

As dúvidas ainda são muitas sobre se será utilizada ou não a estrutura existente do edifício, quantas salas serão construídas, como será o anfiteatro para as apresentações, quanto custará ou quando estará pronto. 

 

“Desafio as pessoas que não sabem o que se passa na Filarmónica a virem à Filarmónica, aproximem-se da Filarmónica!... Penso que através da música poderemos criar paz neste mundo. Os músicos são sempre amigos uns dos outros, portanto, se nós criarmos mais músicos, teremos mais gente para criar amizades e, talvez, fomentar uma paz a nível mundial.”,
Gabriel Vieira, Pres. Sociedade Artística e Musical Cortesense

 

«Temos que reconhecer que o nosso concelho é muito activo e cheio de muitas actividades culturais. Estes músicos são o resultado da práticas das nossas associações. E quero realçar o contributo que a Filarmónica dá nesta descoberta de talentos(...). Acredito que os cortesenses vão ser capazes de se unir e fazer com que a Filarmónica tenha as novas instalações!»
Raul Castro, Pres. Câmara Municipal de Leiria

 

“As pessoas ouvem sempre só o sino da igreja... mas ele só toca quando alguém morre, não toca quando alguém nasce! Sim! Há ideias! Sim! Há vontade e iniciativa!... Tudo leva o seu tempo, mas se as pessoas se unirem e fizerem nós estamos cá para ajudar."
Luís Gaspar, Representante das Cortes na Junta da União de Freguesias


capaJulho.jpg

A edição em linha do Jornal das Cortes é actualizada a partir do dia 15 de cada mês.

 

Assine já o Jornal das Cortes ao clicar AQUI!

NÃO FALTE!

fONTES2017.jpg

Agenda de eventos

September 2017
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
geometriadomovelweb.jpg