Os pais partilham connosco as fases desta iniciativa que tem como objectivo melhorar a freguesia:

O Orçamento Participativo de Leiria foi implementado pela Autarquia de Leiria, que atribui um valor anualmente, com o objetivo de incentivar o diálogo entre os munícipes, através do qual os cidadãos de uma comunidade decidem o destino de uma parte dos recursos públicos disponibilizados pelo Município. 

Neste contexto a Associação de Pais das Escolas da Freguesia de Cortes submeteu uma candidatura ao “Orçamento Participativo do Município de Leiria para o ano 2016”. E como é que isto começou? Um elemento da nossa associação ficou a saber da possibilidade de nos candidatarmos a este Orçamento. A candidatura foi feita sem grandes expetativas mas mesmo assim achámos bem tentar. Depois da fase da candidatura a Câmara Municipal de Leiria fez uma seleção de todas as propostas apresentadas e a nossa ficou aprovada para votação.

Bom, a partir daqui valeu “quase tudo”, divulgámos esta iniciativa, que muitos desconheciam, fizemos divulgação com cartazes, nas escolas e na nossa página do facebook. A votação foi feita através de mensagem telefónica gratuita com o NIF/Nº Telemóvel e apesar de haver alguma resistência em algumas pessoas, devido à falta de informação destas iniciativas, a nossa mobilização em torno desta divulgação foi quase total. Aproveitamos para agradecer a todas as pessoas que votaram na nossa candidatura.

O resultado saiu no início de outubro e qual o nosso espanto quando soubemos que a nossa proposta tinha sido a quarta mais votada, garantindo-se assim a sua execução e com um valor orçamental de 65.000€.

A candidatura tem como objetivo melhorar, requalificar e remodelar as atuais condições das zonas comuns da escola da EB1 das Portelas-Reixida e foi feita a pensar nas nossas crianças e na nossa freguesia. E qual a razão principal desta candidatura ser direcionada para a EB1 da Reixida e não para outra escola da freguesia? Vamos explicar as razões de uma forma simples para que todas as pessoas interessadas consigam perceber os verdadeiros motivos. Há uns meses para cá a Associação de Pais tem vindo a ter algumas reuniões com a União de Freguesias LPBC e com o Agrupamento de Escolas Domingos Sequeira sobre as necessidades de melhoramento das infraestruturas e na contabilização do número de alunos das escolas básicas do 1º ciclo (EB1 Cortes e EB1 Reixida).

Ambas escolas precisam de obras, para que se reúnam as condições e os requisitos mínimos que são exigidos por lei, para que continuem a funcionar, mas neste momento sustentar duas escolas financeiramente seria uma situação muito difícil. A EB1 de Cortes apresenta apenas duas salas, sem sala de refeitório servindo o hall de entrada para servir as refeições. A EB1 de Cortes teria que sofrer obras profundas e sendo um edifício centenário teria muitas restrições para se fazer alguma transformação no edifício. Além disso, existe ainda a questão da acessibilidade a esta escola que tem muitas deficiências que nunca se conseguiram ultrapassar. Por outro lado a EB1 da Reixida, apesar de necessitar de algumas obras, é a escola que tem mais condições físicas para abranger os quatro anos de escolaridade, visto que tem quatro salas e apresenta uma maior área rodeada por uma paisagem lindíssima que com o tempo pode ser rentabilizado e aproveitado para as diversas atividades extracurriculares e lúdicas. No entanto, se houve-se possibilidade de reabilitar as casas de banho e ampliar e remodelar a cozinha para servir de refeitório, estariam as condições necessárias para libertar uma sala que atualmente está a servir de refeitório. Chegámos todos à conclusão que a EB1 da Reixida seria a escola com mais condições para abranger os quatro anos de escolaridade e transformar esta escola num centro educativo/escolar da freguesia de Cortes.

Certos que para a nossa comunidade esta questão é controversa e para nós acreditem que também não foi fácil aceitar esta realidade, temos que ter os olhos postos no futuro e pensar no que será melhor para a freguesia e para as crianças. Temos que ter a consciência que a abertura de novos centros escolares nas freguesias vizinhas compromete o funcionamento das nossas escolas e por isso num futuro muito próximo só restam dois cenários: ou fecham as duas escolas (EB1 Cortes e EB1 Reixida) pois não há crianças suficientes, condições financeiras e humanas para manter ambas a funcionar e os nossos alunos são direcionados para os centros escolares das freguesias vizinhas, ou em alternativa, que nos parece mais aceitável, é aproveitar uma delas e juntar os quatro anos de escolaridade transformando-a num centro escolar.

Sendo a EB1 de Cortes um edifício centenário e ao fechar como escola do ensino básico certamente terá outro papel importante na freguesia quem sabe para outras atividades formativas.

É importante ressalvar que o afastamento das crianças da freguesia só favorece o envelhecimento e como tal temos que aceitar a realidade e seguir em frente, fazendo com que as crianças não percam as raízes da nossa terra, que continuem a desenvolver atividades que promovam a interação com a família, com a comunidade em geral e a natureza. Atualmente temos serviços muito bons a funcionar, ao nível das refeições e atividades de apoio à Família (CAF). Acreditamos na criação de um espaço com condições necessárias que permitam um ensino à base de experiências e uma vivência escolar de qualidade tanto para os alunos como para os professores e assistentes operacionais.

Pedimos a compreensão da população em geral para esta alteração. Somos um povo resistente á mudança mas temos que ter a consciência que as necessidades formativas das crianças de há 30 anos atrás, não são as mesmas de agora.

Depois destas diligências avançarem em conjunto com as entidades competentes da Câmara de Leiria, União de Freguesias LPBC e o Agrupamento Domingos Sequeira que nos apoiam a 100% nesta alteração, encontram-se condições para levar esta proposta ao Ministério da Educação, podendo ter já no próximo ano letivo o novo centro escolar das Cortes/Reixida a funcionar nas Portelas.

Todos juntos somos capaz de contornar o futuro escolar, é preciso não desistir e acreditar. Não esquecer que “o que se faz agora com as crianças é o que elas farão depois com a sociedade.”


Siga os projetos, convívios e iniciativas da Associação de Pais na página de facebook clicando AQUI.


capa_marc.jpg

A edição em linha do Jornal das Cortes é actualizada a partir do dia 15 de cada mês.

 

Assine já o Jornal das Cortes ao clicar AQUI!

NÃO FALTE!

CBrisas.jpg

Agenda de eventos

March 2017
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
medicortesweb.jpg