Sabe o que é?

Quais são os sintomas e as formas de tratamento?

O lúpus eritematoso sistémico (LES) é uma doença crónica, reumática e inflamatória que pode afetar a pele, articulações, rins, pulmões, coração, sistema nervoso, sangue e mucosas, variando a sua apresentação de caso para caso.

O lúpus eritematoso é uma doença autoimune que se pode manifestar de diferentes formas. Nesta condição clínica, o corpo do paciente cria anticorpos contra as suas próprias células. Estes anticorpos podem ser formados contra muitos tecidos e componentes diferentes do corpo, pelo que o lúpus eritematoso pode afectar quase qualquer área do corpo.
Não há uma causa conhecida para o LES, mas a investigação afirma que a interação entre composição genética do sistema imunológico, equilíbrio hormonal, e meio ambiente poderia causar LES. Neste momento pensa-se que a autoimunidade possa ser factor mais preponderante para o aparecimento do LES.

Sinais e Sintomas/Diagnóstico
O LES pode afetar muitos órgãos do corpo, mas raramente afeta todos no mesmo paciente. A lista a seguir inclui alguns dos sinais e sintomas comuns do LES ordenados do mais para o menos prevalente.
- Os sintomas constitucionais (febre, mal-estar, fadiga, perda de peso): mais comummente fadiga e febre de baixo grau
- Dores nas articulações (artralgia)
- Artrite (articulações inflamadas)
- Erupções cutâneas
- Envolvimento pulmonar (sintomas incluem: dor no peito, dificuldade em respirar e tosse)
- Anemia

Tratamento
O tratamento médico para o LES assenta sobretudo na terapia medicamentosa e é baseado nos sintomas dos pacientes e no envolvimento sistémico. Os sintomas gerais na maioria das vezes respondem ao tratamento das outras manifestações clínicas. A febre isolada pode ser tratada com aspirina ou antiinflamatórios não-hormonais. Corticóides e imunossupressores (especialmente a ciclofosfamida) são indicados nos casos mais graves.
O Fisioterapeuta pode desempenhar um papel importante para os pacientes com LES durante e entre os períodos mais agudos da doença. A necessidade do paciente para a terapia física irá variar muito, dependendo dos sistemas implicados.
Um dos sintomas mais comuns que os pacientes com LES experienciam é a fadiga generalizada que pode limitar suas atividades ao longo do dia. Um programa de exercícios aeróbios é mais bem sucedido do que técnicas de relaxamento na diminuição dos níveis de fadiga dos pacientes com LES. Um programa de exercício aeróbio consiste em 30-50 minutos de atividade aeróbia (caminhada / natação / ciclismo). Tanto o exercício aeróbio como exercícios de amplitude de movimento/fortalecimento muscular podem aumentar o nível de energia, a aptidão cardiovascular, a capacidade funcional e a força muscular em pacientes com LES.
O Fisioterapeuta pode, ainda, instruir os pacientes sobre as técnicas adequadas de conservação de energia e as melhores formas de proteger as articulações que são suscetíveis a danos.
Cuide de si e da sua saúde!!


capa-dezembro.jpg

Agenda de eventos

_

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

Descubra mais na edição em papel do mês de Novembro:

- ASSISTE | Peça de teatro “Nós e os outros”

- IGREJA | Fundo paroquial angaria fundos

- 9 anos de N’ASA

- Banda Catraia de parabéns

 E muito mais! Assine o Jornal das Cortes e receba todos os meses, em primeira mão, o melhor da freguesia.

mobilWEB.jpg