Os esporões do calcâneo (calcanhar) são um problema comum do pé, consistem numa saliência óssea, resultado de um crescimento ósseo anormal, que se forma na parte inferior do osso do calcanhar e que se projecta para a frente em direcção aos dedos dos pés.

É provocado por?
- Uma retracção muscular na planta do pé,
- Uma contractura da fáscia plantar;
- Condições, como o pé plano, que provocam maior pressão sobre o osso do calcanhar durante as actividades, podendo estimular o crescimento do esporão. 
Outros factores de risco para o desenvolvimento de esporões do calcâneo incluem aumentos repentinos de actividades físicas, aumento de peso. Por outro lado, sapatos de salto alto, sapatos com pouco amortecimento na parte do calcanhar ou muito flexíveis, sem apoio para o arco plantar podem causar problemas da fáscia plantar e, eventualmente, levar à formação de um esporão do calcanhar.

Sinais e sintomas / Diagnóstico
- Os esporões do calcanhar são quase sempre dolorosos enquanto se desenvolvem, especialmente quando a pessoa está a andar. 
- Por vezes, desenvolve-se uma pequena acumulação de líquido na bolsa por baixo do esporão, a qual se inflama. Esta afecção, chama-se bursite calcânea inferior, costuma fazer com que a dor se torne pulsátil, mas também pode acontecer sem que exista esporão.
- Padrão de marcha característico
Habitualmente, os esporões costumam ser diagnosticados durante um exame físico. A pressão sobre o centro do calcanhar causa dor se o esporão estiver presente. Pode fazer-se raio-X para confirmar o diagnóstico, mas este pode não detectar pequenos esporões em formação.
O esporão do calcâneo apresenta sintomas muito semelhantes aos dafasceíte plantar, uma forma de os diferenciar é saber se os sintomas são sempre iguais durante a actividade ou se são piores no início da actividade depois de longos períodos de descanso (característico de fasceíte plantar).

Tratamento
O tratamento conservador (sem recorrer a cirurgia) dos esporões do calcâneo é quase sempre bem sucedido no que respeita a redução da dor e melhoria da funcionalidade, no entanto, por estar frequentemente associado a outras condições, como retracção muscular, fasceíte plantar e pé-plano, os tempos de recuperação são frequentemente longos, podendo demorar alguns meses até haver um alívio significativo dos sintomas.
A melhor abordagem para esta condição compreende geralmente a integração de várias intervenções terapêuticas:
- Exercícios de alongamento da fáscia plantar e do tendão de Aquiles (descritos abaixo)
- Ligadura de tape para descompressão da região plantar
- Utilização de palmilhas e almofadas ortopédicas para amortecimento do calcanhar e suporte do arco plantar
- Caso as dores persistirem uma mistura de corticosteróides com um anestésico local pode ser injectada na zona dorida do calcanhar por um médico ortopedista.
Só se deve realizar uma intervenção cirúrgica para extrair o esporão quando a dor for persistente mesmo após o tratamento conservador e dificultar seriamente a marcha. Cuide da sua saúde.