IMG 20160726 000020

“Eles agarraram o ano passado por mim, este ano agarro eu por eles! Eu sempre quis agarrar a bandeira antes mas eles agarraram antes que eu, estava eu a dormir descansado... Mas este ano agarro eu! Para o ano estamos cá outra vez!”. Foi assim que Miguel Vieira, de 24 anos, natural da Reixida, assumiu a Comissão de Festas da Reixida 2017 e levantou a bandeira de Santa Marta, no palco da festa da Reixida, apoiado pelos amigos e fortemente aplaudido por várias dezenas de conterrâneos.

Depois de uma tentativa, sem sucesso, de entregar a bandeira, o jovem pensou, falou com os amigos e, apesar do cansaço, tomou a decisão de agradecer a Santa Marta. É a realização de um sonho antigo, de agarrar a bandeira da terra onde nasceu, mas também uma forma de agradecer à santa e aos amigos pela promessa feita por eles no ano passado, quando sofreu um grave acidente de mota. Na altura a população da Reixida fez novenas e os amigos prometeram que agarravam a bandeira da festa deste ano para o Miguel acordar e recuperar. O Miguel acordou, teve uma boa recuperação e juntou-se a eles na Comissão de Festas e na organização.

Seguiu-se um ano repleto de iniciativas levadas a cabo pelos cerca de catorze jovens, dos 21 aos 27 anos, apoiados por amigos, pais e habitantes do lugar. Aldeia de Natal, festival de sopas, noite de fados, passagem de ano e piquenique serviram não só para angariar fundos para a grande festa em honra de Santa Marta, como também para proporcionar momentos de convívio à população.

A grande festa foi sendo preparada a rigor ao longo de vários meses e, com ruas enfeitadas, largo da capela pronto e um programa diversificado, invadiu a Reixida nos dias 23, 24 e 25 de Julho.

“Muita gente achou que não íamos conseguir ou que ia correr mal. Achamos que as pessoas estavam com receio por sermos novos e por acharem que somos cabeças no ar… mas quando é para trabalhar é para trabalhar”, admitem agora alguns membros da organização.
Medos não faltavam pela “falta de experiência”, mas ajuda também não. Desde o padre Rui Acácio à Comissão da Capela, passando pelas dicas das Comissões de Festas anteriores, à "Associação local que só faltou emprestar o espaço e a máquina de café", sem esquecer "todos os que trabalharam no restaurante e no bar ou apoiaram de outras formas", às incansáveis cozinheiras, aos "pais que durante meses mal viram os filhos pararem em casa" e até aos pais do José Miguel que, com casa no largo, "muitas foram as vezes em que receberam ou deram de jantar" aos jovens.

 

Há festa em 2017

Num ano marcado pela ausência de festas religiosas das aldeias da freguesia, a festa da Reixida destaca-se por ter feito festa e por já ter, inclusivamente, Comissão de Festas para o próximo ano. Aos jovens que organizaram a festa este ano juntaram mais alguns, e há outras tantas pessoas que garantem voltar a colaborar em tudo.

 


Veja as fotografias da festa AQUI.

 


Leia a reportagem completa na edição em papel do JORNAL DAS CORTES n.º345, de Agosto de 2016.

 

 


 


capa_marc.jpg

A edição em linha do Jornal das Cortes é actualizada a partir do dia 15 de cada mês.

 

Assine já o Jornal das Cortes ao clicar AQUI!

NÃO FALTE!

CBrisas.jpg

Agenda de eventos

March 2017
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
geometriadomovelweb.jpg