caminhada

A Caminhada da Reixida da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) levou mais de 500 de pessoas a trilhos cortesenses na manhã de domingo, 22 de Março.

O vermelho e branco, cores da instituição, preencheram o Largo de Santa Marta nessa manhã cinzenta, para “alertar para a importância da prevenção do cancro”, confirma Madalena Pinto, coordenadora do grupo de voluntariado do Núcleo Regional do Centro da LPCC.

A iniciativa começou com um momento de reflexão, em que várias crianças largaram dezenas de balões, “não só por quem já partiu, mas por quem luta, e vai vencer, esta doença”, como a própria organização sublinhou.

O aquecimento foi dado pela professora Carla Leite que, através da dança, contagiou os participantes com imensa energia e boa disposição. Pouco passava das dez e meia quando foi dada a partida para as duas caminhadas: uma de intensidade reduzida, com cerca de dois quilómetros e meio, pensada para quem tinha dificuldades ou crianças pequenas; e outra para os restantes participantes com cerca de sete quilómetros de piso irregular, várias subidas e descidas e grandes paisagens, feita por vários trilhos como o Oteiros, Vale das Fontes e Pé da Serra.

A caminhada terminou na nascente do rio Lis, já sem água, onde os participantes recarregaram baterias com café da avó, bolos e, para os mais atrevidos, abafado. O restante percurso para a Reixida foi feito em alcatrão e com um passo mais descansado para, no fim, comer uma sopa e ouvir um pouco de música em frente à Associação do lugar.

No caminho havia um pouco de tudo: quem tivesse como objectivo fazer a caminhada num tempo reduzido, quem tivesse aceite o desafio na desportiva ou quem aproveitasse o momento para colocar a conversa em dia.

No entanto havia um objectivo avermelhado em comum: despertar consciências para um problema cada vez mais alarmante, o cancro.

 

«O importante é a
divulgação da
prevenção na luta
contra o cancro»


Já se sabe que fazer exercício físico representa imensos benefícios, ainda para mais se for no meio da natureza e num ambiente de convívio, mas há outras práticas que toda a gente deve ter em consideração para evitar males maiores. No caso da prevenção do cancro, Madalena Pinto defende que não há nada melhor que ir com regularidade ao médico para fazer exames e ter em conta alguns sinais que «podem salvar muitas vidas». A modificação da cor, dimensão ou ulceração de um verruga ou sinal, a alteração dos hábitos intestinais ou urinários, ter rouquidão ou tosse persistente, notar dificuldade em engolir ou até ter má digestão permanente, reparar em feridas que não cicatrizam, ter hemorragias ou corrimentos anormais por orifícios naturais ou descobrir um nódulo ou dureza persiste na mama ou noutra parte do corpo, são alguns dos sinais a que deve estar atento.

Caso, felizmente, nunca tenha nenhum dos sintomas, a partir dos 35 anos deve fazer exames na mesma e as mulheres, especialmente depois dos 45 anos, devem ter o cuidado de fazer uma mamografia de 5 em 5 anos.
A coordenadora admite que nestes casos «o maior inimigo é o medo», que faz com que as pessoas não façam exames e não procurem ajuda, e claro, «nestes casos quanto mais tarde pior».

Até Maio, durante todos os dias, está um posto de rastreio no Centro de Saúde dos Marrazes ao qual se pode dirigir para fazer os exames necessários e assegurar-se de que está tudo bem com a sua saúde.


Corrida de
2016 garantida


Este é o segundo ano consecutivo que o Núcleo Regional do Centro organiza esta caminhada na Reixida, a par das caminhadas que organiza no percurso Pólis na altura da Feira de Maio de Leiria. Esta foi uma acção que envolveu todas as associações da freguesia, "uma “ajuda fundamental”, sublinha Madalena Pinto, para que a iniciativa acontecesse. A par desta contribuição, houve também quem oferecesse chapéus para os participantes e disponibilizasse um insuflável para as crianças brincarem durante o almoço.

A satisfação final foi unânime e fica a certeza de uma nova caminhada no próximo ano. Enquanto 2016 não chega, o grupo de voluntários deixa o convite a quem se quiser inscrever para integrar este núcleo e ajudar nesta nobre causa. 


67820077_2466386873400674_6417341796388438016_n.jpg

Agenda de eventos

November 2019
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

geometriadomovelweb.jpg