Novembro ainda acorda com muita agitação e animação nas ruas das Cortes.

«Óh tia dá bolinho?» continua a ser uma tradição forte na freguesia, que nem o fim do feriado ou a chuva conseguem abalar.

Este ano a grande afluência de crianças nas ruas voltou a ser comentada pelos populares. Os mais velhos aplaudem a perpetuação desta tradição, muitos ainda apetrecham as casas e arranjam os habituais cestos com ofertas e várias são as crianças que tomam a iniciativa de pedir aos pais para ir ao bolinho. As crianças juntam-se em grupo ou saem de casa com os mais velhos e percorrem os lugares com uma sacola na mão a pedir o chamado “pão por Deus”. Em troca de bons gritos abrem-se as portas e enchem-se os sacos com chocolates, bolinhos, dinheiro ou ofertas mais tradicionais como tremoços e nozes. 

 

Filarmónica também já faz parte da tradição 

WEB bolinho

Nos últimos anos a direcção e músicos da Sociedade Artística e Musical Cortesense têm participado nesta tradição. Este ano foi na Reixida que andaram a tocar pelas ruas e a pedir bolinho, como forma de angariar fundos, animando o lugar e também as crianças.


Leia esta notícia completa na edição em papel do JORNAL DAS CORTES n.º336, de Novembro de 2015.

Espreite as fotografias deste evento AQUI.

 


Capa_julho.jpg

Agenda de eventos

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

manetaWEB.jpg