fev mariosoares

 

Não avisou ninguém e veio apenas com o motorista. Sozinho, visitou a campa de João Soares e foi à Abadia ver o busto do pai. Regressou a casa sem dizer uma única palavra. Foi a última vez que Mário Soares veio às Cortes. Era Agosto de 2016. Despediu-se das Cortes e do pai em silêncio, depois de tantos anos a atrair a atenção e o alarido do país para a freguesia. 

Mário Alberto Nobre Lopes Soares, nascido a 7 de Dezembro de 1924, nunca esqueceu as raízes do pai e fez muito por aquilo que a terra é hoje.


Abrir o caminho para a Senhora do Monte, facilitar as negociações para a compra da Quinta da Cerca, trazer altas figuras do estado à freguesia, transformar a casa do pai num espaço cultural ou até mesmo beber um abafado na adega do Pião e comprar tremoços e pevides na Ti Elvira tremoceira são apenas algumas das recordações mais marcantes que foram ficando na memória dos cortesenses.


Das Cortes para o país

Ao longo de toda a vida, Mário Soares atraiu para as Cortes a classe política, os mais altos elementos da igreja portuguesa, empresários, jornalistas, dando a conhecer aos portugueses e ao país a modesta freguesia de Leiria.
Na pequena capela da Senhora do Monte, a 30 de Julho de 1978 (2), no meio de vários populares, estava Mário Soares e a esposa Maria Barroso, bem como outras pessoas vindas de Lisboa, a maior parte antigos alunos do Colégio Moderno, para assistir à missa por alma de João Soares. Treze anos depois, a data de 28 de Julho de 1991 ficou marcada para a freguesia com mais uma visita de Mário Soares, então Presidente da República, para uma homenagem pelos vinte anos da morte do pai. Depois de visitar a campa que está no cemitério das Cortes (3) e da missa na Senhora do Monte, foi questionado por Carlos Fernandes, para o Jornal das Cortes (4), sobre a eventual criação de uma casa-museu que evocasse o nome do pai. Não só estava lançada a ideia que se tornou realidade mais tarde, como ainda discursou na Quinta da Cerca (5), descerrou uma placa comemorativa e assinou o livro de honra da freguesia (1).

Mais tarde, em 1996, recebeu de António Carvalho, então presidente da Junta de Freguesia das Cortes, uma revista promocional da freguesia “Cortes: tradição, história… e poesia”, da autoria de Maria João Vieira Fernandes (6).
No ano seguinte, a 8 de Dezembro de 1996, esteve presente na inauguração da Casa-Museu Centro Cultural João Soares, com convidados do poder português em peso, como Fernando Rosas, Jorge Sampaio, António Guterres, Almeida Santos, Manuel Maria Carrilho, Manuel Alegre entre outros (7).

Nos anos seguintes visitou por várias vezes o museu e esteve presente na constituição da Liga de Amigos da Casa-Museu.

A 8 de Dezembro de 1998 visitou novamente a Abadia, onde esteve no ateliê de Fernando Marques, a ver a construção do busto do pai (8).

Com data de 3 de Novembro de 1999, Mário Soares foi o autor das “Palavras de apresentação” ao volume de 136 páginas que contém as “Actas e Conclusões das Jornadas’98 – Cortes, que futuro?”, iniciativa que decorreu nas Cortes nos dias 14 e 15 de Novembro de 1998. Escreveu, nomeadamente: «A freguesia das Cortes é particularmente dinâmica. Não só se tem vindo a desenvolver no plano material e no seu tecido urbano, como de dotou de bons restaurantes, que procuram atrair turistas para uma região privilegiada, do ponto de vista paisagístico». Referindo-se à Casa-Museu, acrescentou: «Tratando-se do primeiro Museu de História Contemporânea do nosso País e com um património extremamente valioso e diversificado, com instalações para quem queira pernoitar, e escrever um livro ou tese universitária em completo sossego, num quadro paisagístico de grande beleza, a Casa-Museu João Soares tem levado a efeito um programa de realizações – de exposições temáticas e espectáculos infantis, de concertos de música e séries de conferências – que não é nada vulgar num âmbito tão modesto».

Pouco depois, a 8 de Dezembro de 1999, visitou a igreja paroquial das Cortes (9), já restaurada, depois do grande incêndio que destruiu grande parte do altar, nesse mesmo dia visitou a exposição “O restauro da igreja das Cortes”, patente da Casa-Museu, onde recebeu uma coleção do Jornal das Cortes (fotografia grande) por ocasião do seu 75.º aniversário.

A 28 de Junho de 2002 regressou à antiga casa do pai para ver uma exposição sobre Timor, e trouxe como convidado Pedro Tolentino, João Tolentino, Marcelo Rebelo de Sousa, Isabel Damasceno, então presidente da Câmara Municipal de Leiria, e Ana Mercedes Stoffel, que durante muitos anos foi a diretora da Casa-Museu (11).

Em 2003 fez questão de estar presente na inauguração de uma exposição sobre a Filarmónica das Cortes e, meses depois, a 11 de Setembro, a Liga de Amigos da Casa-Museu João Soares internacionalizou os seus jantares-conferência convidando para orador o ex-primeiro-ministro espanhol, Felipe González (12). O jantar, que decorreu na Quinta de Santo António do Freixo, depois de, sucessivamente, ali terem estado já no mesmo ano o Comissário Europeu António Vitorino (12 de Abril), um dos ex-primeiros-ministros portugueses, Aníbal Cavaco Silva (29 de Abril), e o banqueiro Jorge Jardim Gonçalves (25 de Junho).

No mesmo ano, a 14 de Novembro, esteve com o Cardeal Patriarca de Lisboa, D. António Policarpo, já falecido, na Casa-Museu, de onde seguiram por convite para uma conferência da Liga de Amigos (13).

Voltaram a seguir-se inúmeras visitas com altas figuras do país, mas não só, tanto à Casa-Museu como aos jantares-conferência. Destacamos, por exemplo, a 30 de Setembro de 2004, a presença de Adriano Moreira, Professor Jubilado da Universidade Técnica de Lisboa e então Presidente do Conselho Nacional de Avaliação do Ensino Superior (14), a 13 de Outubro de 2006, a visita com o Fernando Henrique Cardoso, ex-Presidente do Brasil, para um jantar-conferência na Casa-Museu (15) ou a 21 de Novembro do mesmo ano, a presença do bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, na exposição dos dez anos de Casa-Museu (16).
Da seleção que fizemos, das muitas fotografias que guardamos das visitas de Mário Soares às Cortes, partilhamos uma última em que aparece com os primos, Álvaro Lopes Vieira e a esposa, ambos de Famalicão.

 

 

 


capaJulho.jpg

A edição em linha do Jornal das Cortes é actualizada a partir do dia 15 de cada mês.

 

Assine já o Jornal das Cortes ao clicar AQUI!

NÃO FALTE!

fONTES2017.jpg

Agenda de eventos

August 2017
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
FARMACIACASTELAweb.jpg