Em vésperas do Dia da Mãe há algo que tenho de dizer. A minha mãe é a maior! Está dito! Não literalmente a maior, se alguém tiver uma Mãe com 2 metros de altura, é maior do que a minha. Nem são precisos tantos metros, com 1 metro e 66 centímetros consegue ser mais alta do que a minha mãe.

O que eu queria mesmo dizer é que tenho a melhor Mãe do Mundo e nada que possam vir a dizer, vai convencer-me do contrário. Eu tenho 3 argumentos válidos para sustentar a minha afirmação e têm como nomes Marine, Mickael e Marco. Podem pensar que estou a ser muito tendencioso, e de facto estou, mas é preciso ser alguém com muita categoria para ter tido (obviamente com a ajuda preciosa do meu pai) 3 filhos como nós.

Como todas as mães, a minha profere muitas vezes aquelas frases típicas de mãe como “não interesse o que os outros fizeram, tu não és os outros.” ou “não sei o que seria desta casa sem mim.” e não me posso esquecer do clássico “não fizeste mais do que a tua obrigação.” As vossas mães nunca vos disseram isso?

Dizia há pouco que a Dona Fernanda é a melhor Mãe do Mundo e não tenho dúvidas disso. Só podia! É a minha! E só por isso merece muita admiração, não por eu ser muito importante, mas sim pelo facto de aturar os meus constantes devaneios. Podem acreditar em mim. É de valor! Mãe, esta crónica é para ti!