De tanto caminhar, voltamos ao ponto de partida, porque não sabemos para onde vamos.

Não falo das caminhadas que agora todos descobrimos, que nos permitem descobrir os belos recantos da nossa cidade e a beleza da natureza que nos rodeia e que há muito tínhamos esquecido.

Ao olharmos para União Europeia, onde alguém decidiu que deveríamos participar, parece-nos ver uma daquelas danças, em cujo salão, num rodopio calculado e frio, se vão mantendo as distâncias sem se “tocarem” num acordo final. Sentimo-
-nos “gregos” para entender esta dança. Sem visão, cada um cuidando do seu próprio quintal, sem atender aos próprios princípios fundadores da UE, com medo de chegar a um acordo consensual. Queremos uma europa, que saiba e nos indique que caminho devemos trilhar, que seja simples e clara nos grandes objetivos que queremos atingir.

Também por cá, e com a aproximação de termos de escolher qual o rumo que queremos seguir no futuro próximo, assistimos a uma confusão de ideias, onde o disse que não disse (embora o tivesse dito), nos coloca perante o reconhecimento que os actores políticos pouco ou nada aprenderam.

Neste namoro do “ eu sei que tu sabes que eu sei que o que queres é o que quero", vão-nos confundindo com verdades que deixam cair para ver o ruido que fazem, para logo, qual o miúdo apanhado com a mão no bolo, afirmarem que não foi essa a intenção. Nem tão pouco tiveram alguma vez a intenção de nos fazerem pagar ainda mais. Era apenas para ver se nos apanham distraídos.

Nas caminhadas nós traçamos um rumo, conhecemos as dificuldades, avaliamos as nossas capacidades para saber que estratégia adotar com a finalidade de atingirmos o nosso objetivo.

A dimensão social, económica e cultural de um país não pode estar sujeita a danças de salão num jogo estratégico e de calculismos frios para proveito de poucos e o sacrifício de muitos.

É importante assumir objetivos claros, simples e conhecidos, onde todos saibam qual é a sua missão, para que no final da caminhada, certamente cansados, a satisfação da chegada seja para todos. 


capa_marc.jpg

A edição em linha do Jornal das Cortes é actualizada a partir do dia 15 de cada mês.

 

Assine já o Jornal das Cortes ao clicar AQUI!

NÃO FALTE!

CBrisas.jpg

Agenda de eventos

March 2017
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
geometriadomovelweb.jpg