Dentro do nosso limitado conhecimento não sabemos qual foi o Presidente da nossa autarquia que teve a brilhante ideia de mandar colocar os painéis de boas vindas a quem entra na freguesia de Cortes, o que sabemos é que esta singela saudação dá um espirito de alegria e quem nos visita fica sempre com vontade de um dia voltar. Infelizmente, o mesmo optimismo já não existe quando entramos na baixa Cortesense onde, logo depois de passar a ponte do lado direito deparamos com uma floresta virgem onde só faltam as zebras, os tigres e leões para ser um destino turístico procurado por os caçadores habituados a caçar em qualquer selva Africana, uma situação, vergonhosa, que está a destruir uma construção com um valor histórico incalculável, que apenas precisa de mais um Inverno para desaparecer do património arquitectónico do lugar das Cortes. Seguindo a nossa jornada para a estrada da ribeira, não precisamos de andar muito para saber que estamos em frente de um soberbo palacete onde os ratos e ratazanas que existem no rio lis depois de tomarem o seu banho matinal podem relaxar com todo conforto a preços imbatíveis que só os proprietários desses imóveis podem oferecer.
Porém, todos os casos que envolvem imoveis que estão votados ao abandono, principalmente os que estão no meio das povoações ou próximos dos cursos de água, deviam de merecer por parte das entidades competentes um estudo sanitário profundo e analisar previamente a sua viabilidade habitacional com uma moratória de espera por um período máximo de 5 anos para reabilitação e uma desinfecção obrigatória anual para evitar o aparecimento de doenças contagiosas próprias desses pequenos roedores e evitar situações que podem pôr em causa a saúde pública. Contudo, este património abandonado, não é o único factor negativo que está a afectar a imagem turística da freguesia das Cortes, temos também depois, uma grande parte do património da Junta que se apresenta num estado de conservação deplorável com as valetas sujas, fontes cobertas de silvas e a servir de depósitos de lixo, as infra-estruturas a precisar de um programa profundo de reabilitação e requalificação, tudo isto mostra quanto é importante trabalhar continuadamente no sentido de valorizar a imagem do postal ilustrado Cortesense que no fim de tudo, é o nosso melhor cartão de apresentação para quem visita a nossa terra.


56730576_2263891023650261_4367810035829440512_n.jpg

Agenda de eventos

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

mobilWEB.jpg