“Eles já foram acusados de tudo: distraídos, superficiais e até egoístas. Mas preocupam-se com o ambiente, têm fortes valores morais e estão prontos para mudar o mundo”
Foi e é uma geração rotulada por letras (X, Y, e Z) onde se especula mais sobre o seu modo de vida do que se procura saber e conhecer. Estes são o nosso futuro, por isso mesmo é nosso dever transmitir os princípios base da nossa sociedade, não lhes hipotecando o futuro para que estes, do mesmo modo que nós fazemos hoje, possam aplicar o seu conhecimento e contribuir para o desenvolvimento do mesmo.
Sabemos que são gerações que nasceram com o aparecimento da Internet e através da mesma, com mais ou menos intensidade, desenvolvem as suas relações pessoais, estudam, tomam conhecimento do que passa à sua volta e acompanham o desenvolvimento do mundo, sempre filtrando aquilo que mais lhe interesse e recusando o que nada lhe diz respeito.
Certamente, e nisso acredito, são pessoas mais informadas porque podem a qualquer momento ter acesso ao conhecimento adquirido em qualquer parte do mundo à distância de um click, sem estar dependentes de horas de noticiários ou de ler livros inteiros para concluírem sobre determinadas matérias. É uma geração com um poder de influência elevado, quer a nível da sociedade, quer pela facilidade com que podem desenvolver as suas ideias e recolhem apoios para as mesmas, assim como na área económica, onde ao desejarem um produto, em poucos segundos tem a possibilidade de comparar e escolher o melhor preço, efetivando a compra sem sair e que lhe chega de casa, vinda de qualquer parte do mundo.
É uma geração que cresceu num mundo digital e está familiarizada com dispositivos móveis e comunicação em tempo real, pertence a um grupo de consumidores exigentes, informados e com peso na tomada de decisões de compra. A tecnologia e os dispositivos móveis permitiram a comunicação entre estes como nenhuma outra geração o tinha feito anteriormente, permitindo partilhar experiências, trocar impressões, comparar, aconselhar, criar e divulgar conteúdos, que são o fundamento das redes sociais. Preocupados com o meio ambiente e as causas sociais, têm um ponto de vista diferente das gerações anteriores. Se pensarmos um pouco, vamos perceber que esta geração nunca viu o mundo sem computador, por isso tem um conceito de mundo sem fronteiras geográficas.
Os maiores problemas dessa geração são relacionados à interação social. Por estarem tão conectados virtualmente, muitos deles sofrem com a falta de intimidade com a comunicação verbal, o que acaba por causar diversos problemas com as outras gerações e segundo alguns, marcada pela incapacidade de saber escutar.
Um exemplo dos tempos, a leitura através de suporte de papel deste editorial tem menos 14% de probabilidade de ser lida por esta geração, contra mais de 35% dos nascidos nos anos cinquenta. É uma geração de valores fortes, que irá construir um mundo diferente, mas certamente melhor.


capa-dezembro.jpg

Agenda de eventos

_

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

Descubra mais na edição em papel do mês de Novembro:

- ASSISTE | Peça de teatro “Nós e os outros”

- IGREJA | Fundo paroquial angaria fundos

- 9 anos de N’ASA

- Banda Catraia de parabéns

 E muito mais! Assine o Jornal das Cortes e receba todos os meses, em primeira mão, o melhor da freguesia.

geometriadomovelweb.jpg