O tempo passa! é inevitável! E com o passar dos anos, ganhamos experiências e vivências fundamentais para o nosso crescimento, mas também articulações cada vez mais perras e cabelos brancos. Muitos tentam disfarçar o passar do tempo com pinturas capilares, besuntos faciais, ou comprimidos miraculosos para desemperrarem os movimentos, mas nada feito.
E o maior problema é que tendemos a negar essa inevitabilidade.
Há quem demonstra essa negação de forma indumentária. É recorrente encontrar menos jovens, com idades superiores aos 30 anos, vestidos com t-shirts de super-heróis ou de animes (desenhos animados japoneses). Eu uso porque acho que me fica bem. É só por isso.
Esses menos jovens também praticam desporto regularmente. Andam de bicicleta ou jogam futebol como nos tempos áureos da sua juventude. Só que o regularmente de um menos jovem tem outro significado. Jogam quinzenalmente. A recuperação muscular é mais demorada e precisa sempre de um auxilio unguento. Falando nisso… Onde é que pus o raio da pomada!?
É verdade que a idade é apenas um numero e que o que conta é o espirito. Isto porque não pensamos nesses números, mas quando nos deparámos com uma recordação etária, um momento em que somos obrigados a constatar a nossa idade, o nosso espírito jovem esvardalha-se todo.
A Festa de S. Sebastião é um desses momentos. Porque me lembra que a minha festa foi há um porradão de anos. Os festeiros são as crianças que conhecia quando era jovem. E porque hoje fui jogar futebol, e apesar das camadas de pomadas, vou-me ver negro para chegar à festa!
Marco Pinheiro Faustino


21314802_1563076773731693_8977758524397739074_n.jpg

A edição em linha do Jornal das Cortes é actualizada a partir do dia 15 de cada mês.

 

Assine já o Jornal das Cortes ao clicar AQUI!

NÃO FALTE!

Sem imagens

Agenda de eventos

November 2017
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
manetaWEB.jpg