A freguesia das Cortes é indubitavelmente um ponto turístico. Muitos são os visitantes que passam pela nossa freguesia. Uns visitam a Casa-Museu João Soares, outros frequentam os nossos bons restaurantes. E claro, não me posso esquecer da ponte e do rio, os verdadeiros chamarizes da nossa terra. Há outro local, que também é bastante visitado, mas que poucos se lembram na hora da elaboração dos guias turísticos. Quem nunca ouviu falar da casa movediça?

Ler mais...

A decisão da maioria dos cidadãos britânicos de abandonar a União Europeia em princípio agendada para o dia 1 de Janeiro de 2019, não é um assunto novo e está muito longe de ser um conflito de gerações como a seu belo prazer a imprensa, na sua ânsia de sensacionalismo tem noticiado, mas foi sim, o culminar de um longo processo onde depois da ilusão de um projecto Europeu que em 1973 prometia ao Reino Unido uma união económica de Estados Europeus assente num comercio livre, dentro dos ideais da justiça social e valorização humana, quatro décadas depois, o que os dirigentes da União Europeia tem estado a oferecer aos seus cidadãos, tem sido a promoção de uma ditadura financeira neoliberal que apenas tem manietado e hipotecado uma Europa que não tem sabido lidar com os fortes desafios que lhe tem aparecido por a frente.

Ler mais...

O Papa Francisco convida-nos a sair do sofá para “evitar a paralisia silenciosa … uma vida fixada mos videojogos e no computador”, ao que se pode acrescentar na “sopa” de telenovelas e nos sapientes discursos (vazios) dos fazedores de opinião que vegetam nas televisões e nos entram pela casa dentro sem nos pedirem autorização.

Ler mais...

A propósito da mudança de paróquia, parece-me importante esclarecer o sentido das mudanças que anualmente o senhor bispo faz na diocese. Elas são expressão da comunhão e da unicidade da igreja. O padre sabe desde o início da sua ordenação, que está continuamente ao serviço da igreja diocesana, onde e como ela o desejar. Por isso as nomeações são feitas de forma dialogada e com alguma regularidade.

Ler mais...

O que se passa na Comunidade Europeia com todo este ruído sobre a saída do Reino Unido até pode ser e será positivo. Como não há partos sem dor, certamente que os apocalípticos da desgraça se irão alimentando uns tempos da confusão das pessoas, mas passados estes momentos de instabilidade, e com a sabedoria de novos dirigentes, certamente que o Reino Unido e a Comunidade Europeia sairão mais fortes, mais próximos das pessoas.

Ler mais...

Com a chegada do mês de Junho, as atividades pastorais chegam ao seu termo. Entramos agora num “período de manutenção” que se coaduna com o tempo de férias e estio de verão.
Claro que a vida cristã não entra em férias e cada um deve continuar a procurar os caminhos para crescer sempre mais na sua relação com Deus.

Ler mais...

Sempre quis ser como o herói das histórias de J. M. Barrie, o Peter Pan, e assim nunca deixar desaparecer a criança que fui e que sou.
Para isso, e desde muito novo, rejeito a ideia de ser algum dia um crescido. E consegui. Não cresci muito. Mas também não sou uma criança perdida voando pela Terra do Nunca. E não por falta de tentativas.

Ler mais...

Quem escutou o discurso de investidura do sr. prof. Marcelo e tem seguido, desde esse dia, a sua trajectória como Presidente da República, não pode ficar indiferente à sapiência desse texto e à excelente lição de portuguesismo que tem mostrado na sua essência.
O Povo português começa a ter novamente consciência do seu peso no contexto das nações e a ganhar alento para se libertar de um pesadelo governativo que nos últimos anos foi dominado por uma total submissão a interesses económicos externos, alheios ao bem-estar social do nosso país.

Ler mais...

Está em consulta pública a proposta para um “Plano de Mobilidade e Transportes de Leiria”, que, como munícipes, devemos exercer o nosso dever de consultar e, caso assim o entendermos, expressar a nossa opinião e propostas.
Embora a intervenção deste plano seja exercida quase totalmente na área da cidade, estas alterações, se não forem corretamente efetuadas, podem interferir no modo como nos deslocamos para e da cidade, assim como a melhor acessibilidade aos principais serviços necessários ao nosso dia a dia, tal como o nosso próprio local de trabalho.

Ler mais...

Dentro do nosso limitado conhecimento não sabemos qual foi o Presidente da nossa autarquia que teve a brilhante ideia de mandar colocar os painéis de boas vindas a quem entra na freguesia de Cortes, o que sabemos é que esta singela saudação dá um espirito de alegria e quem nos visita fica sempre com vontade de um dia voltar. Infelizmente, o mesmo optimismo já não existe quando entramos na baixa Cortesense onde, logo depois de passar a ponte do lado direito deparamos com uma floresta virgem onde só faltam as zebras, os tigres e leões para ser um destino turístico procurado por os caçadores habituados a caçar em qualquer selva Africana, uma situação, vergonhosa, que está a destruir uma construção com um valor histórico incalculável, que apenas precisa de mais um Inverno para desaparecer do património arquitectónico do lugar das Cortes. Seguindo a nossa jornada para a estrada da ribeira, não precisamos de andar muito para saber que estamos em frente de um soberbo palacete onde os ratos e ratazanas que existem no rio lis depois de tomarem o seu banho matinal podem relaxar com todo conforto a preços imbatíveis que só os proprietários desses imóveis podem oferecer.

Ler mais...
capa-dezembro.jpg

Agenda de eventos

_

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

Descubra mais na edição em papel do mês de Novembro:

- ASSISTE | Peça de teatro “Nós e os outros”

- IGREJA | Fundo paroquial angaria fundos

- 9 anos de N’ASA

- Banda Catraia de parabéns

 E muito mais! Assine o Jornal das Cortes e receba todos os meses, em primeira mão, o melhor da freguesia.

m_tenda.jpg