fev rostos carmo

Aprendeu a escrever antes de entrar na escola, dedicou a vida

inteira à costura, trabalhou três décadas com mulheres com dificuldades

no estrangeiro e voltou para as Cortes para virar isto do avesso.

Maria do Carmo é fundadora e responsável pelo grupo Belidade.


O grande sorriso, a maneira sempre composta como se apresenta, a simpatia com que se dirige às pessoas e a irrequietude que traz sempre consigo são o que mais caracterizam Carmo Cordeiro, a “dona Carmo”, a menina da Belidade ou a “menina do algodão doce” como eu gosto de lhe chamar. 

Foi preciso muito esforço para lhe conseguir arrancar esta entrevista, à qual se recusou a fazer várias vezes e a várias pessoas. Assim que recebi o "sim" corri para casa dela, antes que mudasse de ideias.
Não gosta de expôr a vida pessoal e muito menos de ser vaidosa, mas eu prometi-lhe que isto seria tudo em nome da Belidade, grupo que temos visto crescer ano após ano e ao qual tem dedicado os últimos anos da sua vida. Foi à lareira, ao pé da televisão que nunca ligou, na sala cheia de malas e caixotes com materiais para o grupo usar no teatro, que consegui conhecer a história que esconde a senhora sorridente de cabelo branco, com quase oitenta anos, que anda pelas ruas da freguesia num carro verde.


Voltou ao país de que é filha quarenta anos depois. Voltou à terra de origem, à liberdade, à família e às raízes, e deixou um bocadinho da vida em França. Foi há pouco mais de dez anos. Reencontrou pessoas que não via há muito, voltou a conhecer as grandes amizades de infância, começou a ir ao café e deu uma grande volta a largas dezenas de vidas cortesenses. Trouxe consigo a vontade de viver e a pequena força que faz mover mundos e não pensou duas vezes em coloca-la em prática quando se apercebeu de que, aqui, as pessoas estavam sempre na mesma rotina, tomavam demasiados comprimidos, e subjugavam-se aos afazeres diários e à televisão. 

Maria do Carmo Pinheiro Cordeiro da Silva nasceu a 21 de Abril de 1936 e, perto de comemorar oitenta anos de vida, toma apenas um comprimido por dia, para a tensão, dorme apenas quando tem sono e passa a vida a pensar, a pesquisar e a estudar formas de fazer crescer e evoluir a freguesia e o grupo que criou com vários amigos, a Belidade. Filha de Maria do Carmo Pinheiro e de Anacleto Lopes Cordeiro, tem três irmãos, a Maria da Luz, o Artur e o Anacleto, que já faleceu.


capaJulho.jpg

A edição em linha do Jornal das Cortes é actualizada a partir do dia 15 de cada mês.

 

Assine já o Jornal das Cortes ao clicar AQUI!

NÃO FALTE!

fONTES2017.jpg

Agenda de eventos

September 2017
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
m_tenda.jpg